Notícias

Economista lista 4 dicas para iniciar o ano de 2023 no azul

Washington Paz, gerente de investimentos do Sicoob UniCentro Br, explica que o planejamento e a quitação das dívidas são essenciais para equilíbrio financeiro

De acordo com a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), a parcela de famílias com dívidas, em atraso ou não, ficou em 78,9% em novembro deste ano. O levantamento apontou ainda que as famílias inadimplentes, ou seja, com dívidas em atraso, somavam 30,3% em novembro deste ano. O patamar é o mesmo do mês anterior, que já era o maior da série iniciada em 2010.

Muitas pessoas começaram a se organizar financeiramente para 2023, mas com esse cenário de inadimplência nas alturas, qual o caminho para equilibrar as contas, gastar, quitar dívidas e começar o novo ano no azul? O economista do Sicoob UniCentro Br, Washington Paz, acredita que, com um bom planejamento, é possível fazer tudo isso. O especialista elencou 4 dicas de como aproveitar a oportunidade.

1 – Planejamento e organização – Faça um orçamento

Para que a pessoa consiga visualizar de forma completa a entrada e saída de dinheiro, quais são os principais gastos e qual será o saldo para começar o próximo mês, é importante fazer um orçamento, ou seja, separar e organizar todas as contas. É importante separar despesas fixas, como aluguel, condomínio, mensalidades de escola, água, energia e celular, dos gastos sazonais, como material escolar, datas comemorativas, presentes, entre outros.

“Para esse pontapé inicial, podemos utilizar a tecnologia a nosso favor. Hoje em dia existem muitos aplicativos que facilitam o controle financeiro ao auxiliar na consolidação de todos os gastos, receitas, despesas, investimentos e rendimentos. Assim, a pessoa consegue ter uma visão mais eficiente da sua situação financeira, já que o aplicativo apresenta um relatório com as maiores despesas e investimentos, servindo se ponto de alerta”, explica Washington.

2 – Quitação de débitos em atraso

Depois de organizar em uma planilha todas as despesas e receita, é importante partir para a renegociação de dívidas, principalmente àquelas que tem juros maiores. “O recebimento do 13º é uma ótima oportunidade para a quitação de dívidas em atraso, principalmente aquelas que possuem juros maiores, como o cheque especial ou cartão de crédito. Esse é um dos pontos principais para entrar 2023 no azul: se livrar das principais dívidas”.

3 – Elencar as prioridades financeiras

Desenhar um planejamento financeiro vai possibilitar organizar os objetivos e prioridades financeiras. “Organizar as finanças não ajuda apenas a quitar dívidas, mas também a concretizar sonhos e objetivos. Caso a pessoa esteja com planos de comprar uma casa, investir na empresa ou fazer uma viagem em família, essa é a hora de planejar os projetos que vão caber no orçamento. Qualquer que seja o objetivo, ele tem sempre que estar presente no planejamento financeiro”, alerta o especialista.

4 – Faça investimentos

Após toda a análise do orçamento e quitação das dívidas, a pessoa pode avaliar o investimento de parte do dinheiro para aumentar a renda. Hoje, o mercado financeiro oferece diversas opções para investimento para que a pessoa comece a poupar e consiga assim montar uma reserva de emergência.

Sobre o Sicoob UniCentro Br

O Sicoob UniCentro Br é uma cooperativa de crédito de livre admissão que tem o objetivo de administrar os recursos financeiros dos cooperados, proporcionando maior rentabilidade e justiça financeira a todos. A instituição foi fundada há 30 anos, administra mais de 6,2 bilhões de ativos e conta com mais de 92 mil cooperados no Distrito Federal, Goiás, Minas Gerais, São Paulo e Tocantins.

AgendaGYN

O Portal Jovem de Goiás leva ao público goiano o melhor do entretenimento no Estado de Goiás! Nosso intuito é oferecer o que há de melhor para sua diversão e entretenimento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo