O melhor do universo goiano

Inauguração da Blue Fit Academia Alto Bueno

Os sócios Gustavo Madeira, Paulo Nabhan e Bernardo Machado inauguraram a segunda unidade da Blue Fit Academia, no Alto do Bueno, com a apresentação do cantor Israel Novaes, DJ Ali e banda Skolta.

Inauguração da Blue Fit Academia Alto Bueno – O que chama atenção na rede de academias é o conceito “low cost premium”, preço baixo e serviços acima do esperado. Tem sido considerada a Netflix das academias, pois consegue construir uma estrutura de altíssimo nível com mensalidades muito abaixo praticadas no mercado.

Para os sócios Gustavo Madeira, Paulo Nabhan e Bernardo Machado a inauguração desta segunda unidade significa algo muito importante: a certeza que estão trilhando o caminho certo ao investir na rede de academias que mais cresce no Brasil. A primeira unidade em Goiânia foi inaugurada há exatos 6 meses e “a meta é abrir pelo menos mais 5 unidades, em 2019, dentro do mesmo conceito ‘low cost premium’, preço baixo e serviços acima do esperado”, afirma o diretor de expansão no Centro-Oeste Gustavo Madeira. Para o diretor Paulo Nabhan, a academia caiu no gosto do goianiense por funcionar 24h ao dia e 365 dias ao ano, oferecer atendimento de excelência e ser frequentada por famosos e gente bonita. Confiantes na proposta da academia e visando oferecer uma experiência de qualidade para seus clientes, os sócios investiram nos melhores equipamentos disponíveis no mercado, das marcas Life Fitness e Hammer Strength.

A rede traz o conceito “low cost” (mensalidade baixa), no entanto, se insere na categoria “premium”, porque, além da infraestrutura com aparelhos de musculação e ergometria comuns de qualquer academia, também conta com aulas coletivas de luta, ginástica e dança. “É um negócio ‘enxuto’, que proporciona ao franqueado repassar a gestão otimizada ao preço final para o consumidor, e o melhor, de portas abertas 24 horas por dia”, avalia Madeira.

A Blue Fit Academia expande rapidamente e por isso tornou-se foco das atenções de proprietários de academias que enxergaram uma oportunidade de dar um upgrade no negócio e aderir à rede alinhando-se com a tendência para os próximos anos, o conceito “low cost premium”.

O crescimento da rede também pode ser explicado pela abertura à investidores fora do ramo que desejam rentabilidade rápida, com risco mensurável, principalmente, para quem entra com um imóvel. Atualmente estão abertas 52 unidades, sendo que a meta até 2020 é alcançar 250 em todo Brasil.

Negócio da China

Em um mundo globalizado e com o cenário econômico brasileiro ainda em processo de recuperação, a ordem é se reinventar, e no mundo fitness não tem sido diferente. O Brasil ocupa o 2º lugar no ranking mundial de academias, com mais de 34 mil unidades em funcionamento, com isso, existe uma significativa diversificação nos modelos de negócio e uma concorrência em busca não mais por vantajosos lucros, mas pela simples sobrevivência durante a má fase econômica. Vence quem é mais criativo e preparado a adequar-se às novas realidades e foi assim que despontaram os modelos de academia de baixo custo, que conseguem oferecer mensalidade a preço baixo, retorno garantido a acionistas e excelente atrativo para o consumidor final.

Mesmo com a economia em baixa, o setor dobrou o número de praticantes nos últimos anos, sendo que aproximadamente 4% da população brasileira frequenta academias. É um cenário otimista, porque dados revelam que em grandes capitais pode chegar a 15% o número de praticantes, dentro de uma massa crítica disponível entre as classes A e C, o que vale dizer que em todo o Brasil existem em torno de 140 milhões de potenciais clientes.

Acesse o site www.bluefit.com.br

Comentários no Facebook