Notícias

No Dia do Leitor, pedagoga dá dicas para inserir a leitura na rotina dos pequenos

Dia do Leitor – Ler é um hábito. A frase é conhecida por muitos, mas pode intrigar quem não gosta de sentar e ler um livro, por exemplo. A pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, desenvolvida pelo Instituto Pró-Livro, aponta que, em média, o brasileiro lê, em média, cinco livros por ano, sendo aproximadamente 2,4 livros lidos apenas em parte e, 2,5, inteiros. Para reverter a baixa leitura no país, uma alternativa é incentivar a leitura ainda na infância.

No Dia do Leitor, comemorado no próximo dia 7 de janeiro, a pedagoga e professora da Estácio, Maisa Colombo Lima, explica que a leitura proporciona o desenvolvimento pessoal, intelectual e profissional da criança.

“Um adulto saudável se constrói com relações positivas na infância. Os pais devem estimular o interesse por livros quando a criança ainda é bebê, utilizando livros de banho ou pano, pois, além de uma forma de atenção e carinho, contribui para desenvolver o hábito da leitura na criança”, afirma.

Ao ler para uma criança, o adulto está colaborando com o desenvolvimento mental e do senso crítico, além de estimular a afetividade e criatividade, o que acaba diminuindo a ansiedade. Entre os aspectos positivos, estão, ainda, o enriquecimento do vocabulário e do conhecimento.

Na hora de escolher um livro para os pequenos, é importante levar em consideração o desenvolvimento psicológico da criança, que não depende exclusivamente da idade. O nível de conhecimento, de domínio de leitura e o amadurecimento dela devem ser levados em conta na escolha. “Existem cinco categorias que norteiam as fases do desenvolvimento psicológico da criança: o pré-leitor, o leitor iniciante, o leitor em processo, o leitor fluente e o leitor crítico”, detalha a pedagoga.

Que tal aproveitar o Dia do Leitor para inserir a leitura na rotina das crianças? Confira as dicas da professora da Estácio, Maisa Colombo:

– Não adianta falar para os pequenos lerem se os pais vivem no celular. É necessário dar exemplo;

– As crianças gostam de planejamento. Portanto, estabeleça um horário para a leitura;

– Os livros precisam estar sempre à mão. Deixe-os à disposição conforme a faixa etária das crianças;

– Deixe que os bebês e crianças maiores também explorem os livros, folheiem as páginas e vivam um momento de descoberta;

– Nunca imponha a leitura. Este é um momento que deve ser prazeroso e não um castigo;

– Ao ler para uma criança, interprete a história. Dê vida aos personagens.

AgendaGYN

O Portal Jovem de Goiás leva ao público goiano o melhor do entretenimento no Estado de Goiás! Nosso intuito é oferecer o que há de melhor para sua diversão e entretenimento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo