Notícias

Secretário César Moura fala sobre novas ações, projetos e investimentos para cultura goiana

Revitalização de espaços, parcerias para beneficiar crianças e jovens, além de novos editais, são algumas iniciativas encampadas pelo Governo de Goiás para beneficiar setor. “Esse é mais um legado que o governador Ronaldo Caiado deixará para nosso Estado”, afirma titular da pasta

Em entrevista à Rádio e TV Brasil Central, o secretário interino de Cultura, César Moura, falou sobre o trabalho de reestruturação e readequação dos espaços culturais que o Governo de Goiás tem realizado em 2021. O titular da pasta também comentou sobre projetos e investimentos para o setor goiano.

Apesar de estarem fechadas para o público desde o início da pandemia provocada pela Covid-19, as unidades da Secretaria de Estado de Cultura (Secult) têm mantido as atividades, com os espaços sendo usados para gravações on-line de projetos contemplados pela Lei Aldir Blanc e pelo Fundo de Arte e Cultura (FAC). As atrações são divulgadas nas redes de seus produtores.

O secretário reforçou o amplo trabalho realizado nos prédios administrados pela Secult para que todos fiquem atualizados quando o período da pandemia passar. O objetivo é deixar esses espaços prontos e abertos para que os profissionais da cultura goiana e o público possam usar com perfeição.

Para isso, as adequações já começaram, com vistorias e ações diárias na parte estrutural e de acervo. “Visitamos todos os espaços e esse serviço de revitalização e ocupação não tem ônus, já que os locais estão bem conservados”, afirmou Moura. “É um trabalho constante e diário para atender uma demanda significativa de lives e equipamentos setorizados, mas, na questão estrutural, tudo está pronto”, complementou.

A proposta do governo, com essa iniciativa, é movimentar e pulverizar a indústria da cultura, oxigenando o setor em todos os seus segmentos. Nesse intuito, o secretário adiantou que a Secult busca mais recursos, por meio da segunda etapa da Lei Aldir Blanc, que irá disponibilizar R$ 50 milhões para novos editais que já estão prontos.

Segundo ele, está pendente apenas a autorização do governo federal. Moura ainda lembrou do lançamento do edital de R$ 2 milhões do FAC, destinados para espaços culturais e festivais, cujas inscrições estão abertas até o dia 7 de junho.

Educação

Outra ação pensada para o pós-pandemia é aliar educação e cultura nas escolas, com formação de novos escultores, artistas plásticos e programadores de audiovisual.

O titular da pasta comentou sobre as lives culturais solidárias realizadas pelo governo, cuja segunda edição ocorre neste sábado (15/05), seguindo todos os protocolos de segurança para evitar aglomerações.

A ideia é que todos assistam de casa, pelo canal da TV Brasil Central (TBC). O propósito, segundo Moura, é que todos consigam ajudar com a doação de alimentos para as famílias dos artistas que passam por necessidades e dificuldades nesse momento de crise.

Juventude

Sobre novas ações, Cesar Moura aproveitou para salientar que a Secult desenvolve, no momento, o projeto Juventude Cultural, criado nos 100 dias de gestão interina, direcionado para crianças, adolescentes e jovens. O objetivo é mostrar para o público-alvo como ele pode ingressar no mundo cultural, com melhor aproveitamento do talento e da vocação de cada um, seja para escrever um livro, uma composição, ou pintar um quadro.

“Vamos trabalhar, em conjunto com a Secretaria Estadual da Educação (Seduc), para mostrar que isso é possível, levar esse acesso para as crianças e implantar o projeto assim que forem retomadas as aulas na rede pública de ensino”, informou Moura. “Esse é mais um legado que o governador Ronaldo Caiado deixará para nosso Estado”, finalizou o secretário.

Foto: Secult/Goiás

AgendaGYN

O Portal Jovem de Goiás leva ao público goiano o melhor do entretenimento no Estado de Goiás! Nosso intuito é oferecer o que há de melhor para sua diversão e entretenimento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo